...A pontuação é a respiração da frase e minha frase respira assim. E se você me achar esquisita, respeite também. Até eu fui obrigada a me respeitar! ...

terça-feira, 20 de abril de 2010

Brasileiros no Japao

Já faz tempo que eu gostaria de postar sobre o assunto abaixo,mas venho adiando por se tratar de um assunto bem desconfortável, o que me encorajou na verdade foi quando li no blog do amigo ALEXANDRE o que alguns brasileiros andam fazendo aqui no Japão. Infelizmente alguns brasileiros agem como se no Japão não existissem leis severas, esses saem do Brasil e vem pro Japão em busca de aventuras sem pensar nas consequências. Algumas leis, são iguais no Brasil e no Japão. PORÉM...aqui no Japão a lei funciona! No início deste ano em um cruzamento do bairro Atsuta-ku, na cidade de Nagoya, por volta das 00:50, um carro branco modelo Celsior avançou o sinal vermelho, bateu e causou a morte de 3 pessoas que estavam na calçada. Morreram no acidente Yoshitaka Nakano (34), Makoto Yamamoto (29), e Mariko Miwa (29).O carro estava sendo perseguido por um carro da polícia e haviam 4 pessoas dentro. Testemunhas afirmam que todos fugiram correndo depois do acidente.No momento do acidente, o Celsior estava com uma placa de outro veículo. A polícia encontrou dentro do carro um telefone celular e maconha.
Veja AQUI notícias do acidente . A notícia é velha, mas a repercussão foi enorme e as consequências quem paga (além dos envolvidos que causaram o acidente e que já estão presos,) somos nós também, brasileiros que trabalham,e,que cumprem a lei.E quem sofre são os familiares das vítimas.
Logo após o acidente, a Assossiação de Moradores de Japoneses de Nagoya, vetaram a proposta de uma escola brasileira que funcionaria em Nagoya,depois do acidente foi vetada a abertura da escola que já estava programada para entrar em funcionamento agora em abril. Essa escola ajudaria muitos estudantes, por que o custo da mensalidade seria bem menor do que o custo atual. Como brasileira e tendo 1 filho que estudaria nessa escola, fui afetada.
Me sinto envergonhada com alguns conterrâneos que vem para o Japão e agem dessa forma,infringindo*leis. Para se obter a carteira de habilitação aqui, depois desse acidente também ficou mais difícil. Muitos brasileiros estão sendo reprovados e muitos dirigem sem carteira de habilitação, embriagados ou em alta velocidade. A lei de trânsito sofreu reformas, um pouco antes do acidente,mesmo assim outros acidentes envolvendo brasileiros, aconteceram depois da nova lei. Ou seja, para alguns leis não existem,ou, existem para serem inflingidas* ...Veja o que mudou nos últimos dois anos: - Telefone celular Multa de até 50 mil ienes e redução de um ponto na habilitação para quem utilizar o celular enquanto dirige o carro ou a moto. Antes, a pena só era aplicada a motoristas que causavam infrações ou acidentes. - Bafômetro A multa para motoristas que se recusam a fazer o teste do bafômetro sobe para até 300 mil ienes. Antes, o valor era de até 50 mil ienes. - Bosozoku (gangue) As gangues motorizadas (bosozoku) são multadas mesmo que seus membros apenas se reúnam. A lei previa que eles seriam punidos se causassem incômodos, desordem ou oferecessem perigo a alguém. - Garupa de moto Nas rodovias expressas, os pilotos de motos de médio e grande porte podem transportar um passageiro, desde que eles tenham mais de 20 anos e possuam a carteira de habilitação por mais de três anos. - Estacionamento proibido A partir de junho, a multa será aplicada por policiais e também por vigilantes. As multas geradas deverão ser pagas pelo proprietário do carro (registrado no documento), e não mais por quem cometeu a infração. A lei vigorará a partir de novembro. - Classificação da habilitação A partir de 2007, a carteira de habilitação será dividida em três categorias: porte normal (para veículos abaixo de 5 toneladas), porte médio (para veículos de 5 a 11 toneladas) e porte grande (para veículos acima de 11 toneladas).

(foto:http://www.pref.aichi.jp/global/pt/index.html)

Modelo da Carteira de Habilitação Japonesa

Ciclistas aqui também tem que seguir as leis.
– Para garantir mais segurança ao ciclista, a bicicleta deve estar apropriada ao tamanho do seu corpo. – Antes de sair, verifique se os pneus estão cheios, e se o freio e a lanterna estão funcionando. – Evite andar de bicicleta com uma das mãos ocupadas. O ideal é sempre manter as duas mãos no guidão. – Os ciclistas devem trafegar pelo lado esquerdo da rua e fora da calçada, a não ser que haja placas indicando que as bicicletas são permitidas no local. – Os ciclistas devem comunicar-se através de sinais, sempre com o braço direito: reto inclinado para baixo na diagonal (parar), reto em plano horizontal (virar à direita) e braço dobrado com a mão em plano vertical (virar à esquerda). – Para atravessar uma ferrovia, o cilcista deve verificar a segurança dos dois lados da linha, descer da bicicleta e seguir a travessia a pé. Penalidades – Não respeitar o sinal vermelho ou a placa de “tomare” (pare): até três meses de prisão com trabalhos forçados ou multa de até 50 mil ienes. – Andar à noite com a lanterna apagada: multa de até 50 mil ienes. – Andar em fila dupla ou carregar alguém em modelos sem garupa: multa de até 20 mil ienes – Trafegar no lado direito de uma via pública: até três meses de prisão com trabalhos forçados ou multa de até 50 mil ienes. Fonte: http://gambare.uol.com.br/2006/09/29/tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-as-leis/

4 comentários:

  1. É verdade amiga,infelizmente,vivemos em um pais,sem comando,onde os "homens" que se dizem do bem,da força e poder,só vêem a si próprios,deixdo a grande maioria à ver navios.Mas uma vez,"os justos pagando pelos pecadores"não é?
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Na época que eu fiz um post sobre os marginais de Atsuta...teve gente q não entendeu nada, me xingou, como se EU quizesse difamar os brasileiros, rs, é mole? Justamente ao contrário, eu, vc, com nossos posts, a gente quer EVITAR que mais gente saia por ai fazendo burrada em cima de burrada né.

    Eh muito importante divulgar esse tipo de informação. Muita gente nem sabe do que pode acontecer com infração cometida. Aqui a regra é séria.

    Q bom q gostou do post da Hibari. Eu adoro ela, pra mim ela não morreu, continua muito viva na lembrança da gente.

    Bjos, bom descanso.

    ResponderExcluir
  3. Como eu nunca morei, nem ao menos visitei o Japão, não posso falar com muita propriedade.

    Mas pelo que li em blogs e notícias, a desgraça é que muito brasileiro (especialmente adolescente) vai lá fazer besteira, e quando a polícia ou alguma autoridade pega fica todo revoltadinho gritando "ijime, ijime".

    Querem pagar de vítimas porque são imigrantes, tentando pixar os japoneses como algozes que chicoteiam os estrangeiros por qualquer motivo.

    Como eu disse lá no post do Alexandre, essas besteiras são feitas muito conscientemente, e por mim podiam ser punidas com extradição sem possibilidade de volta.

    É feio dizer isso, mas a minha maior revolta é que eu sonho em visitar o Japão e nunca pude, enquanto esses trastes estão lá e ficam fazendo tudo errado.

    ResponderExcluir
  4. Oi adorei o seu blog!! Vou passar sempre por aqui,bjus!!

    ResponderExcluir

Fico feliz com sua visita e seu comentário.Ter você aqui é ter sua presença em forma de palavras!
E ai? O que você tem pra me dizer? Vamos prosear? e que importância tem se as palavras forem repetidas? Só de você estar aqui já me faz feliz!