...A pontuação é a respiração da frase e minha frase respira assim. E se você me achar esquisita, respeite também. Até eu fui obrigada a me respeitar! ...

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Cidade de Shigaraki

Ontem eu fui conhecer a cidade de Shigaraki na província de Shiga no Japão. Essa cidade fica localizada no interior de Shiga, mas é muito conhecida por ser uma das mais antigas produtoras de cerâmica no Japão, que ostenta uma história de mais de 1.250 anos. No ano 742, o Imperador Shomu construiu um palácio em Shigaraki ,porque lá havia argila de alta qualidade, de onde foram feitas as telhas e vasos para uso imperial. *
Hoje a cidade tem mais de 150 fabricantes de cerâmicas, e produz porcelana utilitária como xícaras,potes de água , vasos de flores, e talheres, bem como cerâmica exterior , tais como a telha arquitetônica, móveis de jardim, e ornamentos decorativos. Shigaraki está agora lutando para se tornar um centro mundial de cerâmica, criando uma nova cultura da arte de cerâmica com base na tradição histórica. *
* (lado esquerdo são fornos p/ queimar a argila)
* * A cidade é famosa devido a fabricação de Tanuki. *
Feito de cerâmica, ele pode ser encontrado em todos os lugares, mas é um pouco mais difícil de se deparar com o verdadeiro animal.
O tanuki é uma criatura de pernas curtas, razoavelmente corpulenta, com um pequeno e espesso rabo, e é membro da família dos caninos. Embora o nome do tanuki em inglês seja ‘cachorro raccoon’, ele é freqüentemente confundido com o texugo japonês, anaguma, um animal completamente diferente.
*
* Folclore: No folclore japonês, o Tanuki possui grande força física, e poderes sobrenaturais, incluindo poder de transformação e, assim como a raposa vermelha, chamada kitsune , é um mestre do disfarce que utiliza para iludir ou irritar as pessoas. *
* É uma criatura travessa, utilizando todas as formas de disfarces para iludir ou perturbar os viajantes. Posicionando-se em pé na calçada com suas patas traseiras, ele distende sua barriga (ou melhor, região pélvica), e bate nela com suas patas dianteiras. O tanuki também é simbolizado numa forma semelhante a uma raposa, fazendo brincadeiras loucas, perigosas e de mau gosto com sua enorme barriga, que mede oito tapetes de tatami! * * Devido à sua pança, o Tanuki é associado com duas outras figuras que possuem grandes estômagos, o peixe Fugu (Baiacú), e Hotei, o gordo, Deus da Sorte. Também é dito que ele tem alguma ligação com a chaleira, por causa de sua aparência. O Shogun, Ieyasu Tokugawa, era irreverentemente referido como Furu Tanuki, velho Tanuki. A expressão ‘Tanuki-gao’ é às vezes utilizada para descrever mulheres de rosto redondo. No Japão dos dias de hoje então, você freqüentemente vê a estátua de um Tanuki do lado de fora de uma loja ou restaurante, sinalizando aos clientes que venham visitar o estabelecimento. * * As suas oito características peculiares são conhecidas como “hassou engi”
(cada característica associada a uma lição): 1- O chapéu japonês de bambu do kozou-tanuki significa proteção contra desastres inesperados. 2- Os olhos grandes significam a decisão certa. 3- A expressão amorosa do kozou-tanuki diz para nunca esquecer o sorriso no rosto. 4- A garrafa de saquê significa que esforço do dia-a-dia resulta nas virtudes que cada um possui. 5- O livro significa valorização da confiança e importância da caderneta financeira(o sucesso financeiro). No livro há um símbolo hachi (kanji de 8). Este símbolo, brasão da família Owari Tokugawa, significa seu domínio sobre Owari-hachi-gun. Na epoca, Tokugawa Ieyasu tinha o apelido de ”Tanuki” e, por isso, a introdução do brasão no livro foi aceito com grande sucesso. 6- A barriga saliente significa serenidade e equilíbrio para tomadas de decisão. 7- O saco com dinheiro expressa capacidade de aumentar riqueza e sabedoria para utilizar o dinheiro sem desperdícios. 8- O formato da cauda (cauda grossa com ponta afinada) significa que as tarefas que foram iniciadas devem ser executadas firmemente até a sua conclusão. Essas estátuas são vendidas em lojas, e os tanuki geralmente são representados segurando uma garrafa de saquê e, como uma amostra do ácido humor japonês, com testículos exagerados.
*
Acreditam que esses testículos (chamados coloquialmente de kintama – literalmente, “bolinhas douradas”) são símbolos de boa sorte. * * Em Shiragaki é fabricado também o Kaeru, em japonês, a palavra Kaeru significa Sapo e também retorno.
Na maioria das casas no Japão, é comum ver na entrada da casa esses sapinhos: *
Ele garante que seu dono volte para casa em segurança e que volte sempre feliz ao lar. O Kaeru simboliza o desejo de sorte e felicidade a quem você o presenteia.
*
* O tanuki original:
* No passado, ele era caçado no Japão pela sua carne, sua pele marrom e preta (utilizada para fazer pincéis), e seus ossos, aos quais eram atribuídas qualidades medicinais. Eles foram introduzidos nas partes ocidentais da antiga U.S.S.R. para o cultivo de peles. Alguns escaparam (ou foram soltos), e desde os anos 50 espalharam-se pela Escandinávia e sul, chegando até na França. Eles vivem em áreas altamente arborizadas, geralmente próximo à água, alimentando-se de invertebrados, pequenos animais (sapos, lagartos, roedores e pássaros que vivem ou constroem seus ninhos no chão) e (particularmente no outono), sementes e frutas silvestres. Quando vivem próximos ao mar, os tanukis também procuram comida ao longo da linha da maré, buscando caranguejos e outros animais marinhos que ficam expostos. Eles são mais ativos após o pôr do sol, e ao longo do anoitecer, depois novamente nas primeiras horas da manhã, período no qual eles podem chegar a vagar por 10 a 20 km, em busca de comida. Como os tanukis entraram em áreas suburbanas e até urbanas no Japão durante os anos 80 e 90, começaram a procurar comida em aterros de lixo, e chegam até a ser alimentados por pessoas, em seus jardins, que é uma das razões que fazem com que eles sejam associados aos texugos, que sobrevivem nos aterros de lixo de muitas cidades. É improvável que você veja um tanuki durante o inverno porque, embora ele não hiberne, acumula gordura no outono e então recolhe-se à sua toca, desde novembro até meados de abril. Ele pode surgir algumas vezes para se alimentar, e nos períodos mais quentes, pode chegar a ficar sem dormir. O futuro do Tanuki é incerto, já que muitos tanukis têm sido afetados pela ‘sarcoptic mange’, uma condição causada por um parasita. Os tanukis que contraem esse parasita sofrem deterioração de pele, e progressiva perda de pêlo, deixando-os parcialmente, ou completamente, sem pêlos. Nesse estado, a probabilidade que eles sofram e morram de hipotermia aumenta enormemente, e desde por volta de 1990, muitos têm sido encontrados mortos durante o inverno. Ao que parece, o parasita conseguiu espalhar-se de áreas suburbanas com altas densidades de tanukis até áreas selvagens também, levando a sérios declínios particularmente nas populações dos estados de Kanagawa e Miyagi. Durante o final dos anos 80 e início dos anos 90, o parasita espalhou-se rapidamente, e os números de animais infectados aumentaram bastante. Por outro lado, os números de caçadores no Japão decaíram durante os anos 80, e num período de 10 anos, o número de tanukis mortos por caçadores caiu pela metade, de um pico de aproximadamente 75,000 em 1981, para aproximadamente 33,000 em 1990. Isso pode, de alguma forma, estar contrabalanceando o efeito do mange sobre a população de tanukis durante os últimos vinte anos.
(Fonte:AQUI) Você quer visitar a cidade? VEJA AQUI
*
*Infelizmente por causa da chuva não foi possível visitar o o Shigaraki Ceramic Cultural Park, e as fotos também não ficaram boas.

5 comentários:

  1. DEMAIS ESSA POSTAGEM!
    Fora que matei saudades de Shiga, morei lá um ano e meio.
    Shiga tem muito lugar bonito, histórico pra ver. E Shigaraki é mto interessante.

    Adorei!
    boa noite pra vc

    ResponderExcluir
  2. maravilhoso seu post amiga,sou louca por cerâmca,gostaria muito de conhecer este lugar,quem sabe um dia...
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Lilian
    O meu blog ainda está travando?mande noticias por favor
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lilian

    Maravilha de post.
    Adoro, e vc sabe disso, essa interação que vocês fazem conosco para que possamos conhecer essa cultura tão bela e cheia de significados, o que é mais importante.
    Ah, como eu queria umas cerâmicas dessas aí.
    Obrigada.

    Quanto ao teu blog, no momento estou com a net muito lente, então não posso te responder com absoluta certeza. Só não consigo colocar comentários. Hj, por exemplo, escrevi um monte e sumiu. Esqueço de fazer cópia, rsrs Tomara que agora consiga.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  5. Nossa! Baita aula sobre o Tanuki, adorei! Eu, que já gosto de mitos e lendas, ainda mais japoneses!

    ResponderExcluir

Fico feliz com sua visita e seu comentário.Ter você aqui é ter sua presença em forma de palavras!
E ai? O que você tem pra me dizer? Vamos prosear? e que importância tem se as palavras forem repetidas? Só de você estar aqui já me faz feliz!